Armazém geral o que é? Como funciona?

Com o objetivo de manter resguardada a mercadoria de terceiros, o armazém geral possui natureza privada. Saiba como funcionam esse tipo de empresa e conheça suas soluções em logística.

Bastante utilizado, armazém geral tem o intuito de guardar e zelar pela mercadoria. Também possui outras pequenas atividades, desempenhando assim uma logística completa:

  • Receber
  • Armazenar
  • Reembalar
  • Etiquetar
  • Conferir

Apesar da natureza privada e da iniciativa particular, todo armazém geral possui modelo de compartilhamento de espaço. Além disso, também possuem tarifas que são determinadas de forma antecipada para cada tipo de operação

Saiba o que é armazém geral

Conforme a legislação, o armazém geral é uma empresa privada, que possui autorização especial do governo. Sua principal finalidade é receber e manter em segurança a mercadoria de terceiros.

Importante destacar que a natureza das mercadorias não pode ser diversas. Por exemplo, um armazém que mantém sob seus cuidados alimentos, não pode manter no mesmo local produtos têxteis.

Além disso, estes estabelecimentos estão subordinados à Junta Comercial, o qual devem prestar informações acerca da atividade desempenhada. Entre as quais, estão elencadas as seguintes:

  • A firma, ou no caso de sociedade anônima, sua designação, assim como capital da empresa e o local de estabelecimento.
  • Elementos que se referem à estrutura do armazém geral, tais como denominação, situação, número, capacidade, segurança e comunidade.
  • Qual tipo de mercadoria que recebem no estabelecimento
  • Quais as soluções que a empresa propõe
  • Conheça como funciona o armazém geral

Para que se destine as mercadorias a um armazém geral, a empresa deve emitir uma nota fiscal especifica. Tal nota, denominada Envio de Armazenagem, serve para controle interno do estoque.

A fim de proporcionar o melhor da logística, as empresas que fornecem esse tipo de serviço geralmente estão em capitais. Isso porque as grandes metrópoles geralmente oferecem as melhores condições.

O que acaba sendo uma forma de estratégia na hora de realizar a distribuição, e circulação dos produtos. Proporcionando redução de prazos, custos, e até mesmo alguns riscos, pois o tempo de exposição da carga é reduzido.

Ao receberem os produtos, o estabelecimento deve fazer um controle de estoque minucioso. Além da armazenagem, devem ainda realizar etiquetagem e ainda fazer conferência dos produtos que recebem além do controle fiscal dos produtos.

Segurança das mercadorias

Manter os produtos em local seco, limpo e com rígido controle de segurança é importante. Por isso, o armazém geral acaba sendo uma melhor solução do que guardar os produtos na própria empresa.

Alguns diferenciais dos armazéns gerais são o alto controle de segurança, que enseja:

  • Controle de acesso
  • Guarita
  • Rondas
  • Sistema de monitoramento por câmeras
  • Brigada de incêndio capacitada
  • Planejamento de contingência

Controle de estoque

Algumas questões são extremamente importantes quando se trata do controle de estoque de mercadorias gerenciadas pelo armazém geral. Por isso deve-se ter uma logística efetiva para responder 3 questões básicas:

  • Qual produto tenho
  • Quais as quantidades de cada produto, assim como valor de estoque
  • Localização do produto

Para isso, algumas ferramentas devem ser adotadas para que se obtenha total eficiência do controle. Por exemplo, sistema WMS / TMS e de etiquetagem dos produtos é essencial, e deve conter todas as informações dos produtos e do clientes.

Inventários periódicos também são importantes, devendo ser feito um controle de cliente a cliente. Além disso, um inventário geral também deve ser feito ao menos 1 vez por ano.

Atendimento com excelência

Para uma logística efetiva, a comunicação entre prestador de serviço e empresa é essencial. Assim, é importante que a empresa que disponibilizou seu estoque ao armazém geral tenha total visibilidade sobre os seus produtos e operações em:

Estoque disponível: nesse quesito envolvem rotinas fiscais, fluxo de entrada e saída de produtos, além de codificação todos estes processos são administrados por software WMS.

Localização do estoque: engloba pontos importantes como o trâmite da mercadoria, estado de conservação do produto, ou seja, todo o status do pedido que são monitorados por uma ferramenta WMS.

Transporte: aqui temos uma fase importante, pois se inicia na expedição até a entrega efetiva. Por isso, devem ser considerados todos os dados físicos e fiscais do produto para que seja feito com excelência este acompanhamento é realizado pelo sistema TMS.

Entrega do pedido: atender aos prazos é um ponto chave para a logística do armazém geral. Isso envolve não só o transporte, mas toda a informatização com um sistema TMS, assim como o posicionamento para o cliente.
Tempo operacional

Todo armazém geral possui um tempo de operação para cada fase da sua logística. Desde o recebimento, até a expedição do produto, com prazos que pode levar até 48h ou mais, que funciona assim:

Inicialmente, recebe-se a mercadoria, e efetua as tarefas de conferência. Nesta fase, deverá solicitar a emissão da Nota Fiscal de Armazenagem e conferir o que foi destinado ao armazém.

Após o recebimento, inicia-se o trâmite fiscal da mercadoria, com a emissão da nota fiscal de armazenagem pelo prestador de serviço. Com a nota fiscal em mãos, o produto é etiquetado e encaminhado ao estoque.

Caso tenha algum pedido, inicia-se a fase de expedição. Geralmente, a logística possui uma integração entre cliente e o próprio armazém geral, o que otimiza o trâmite.

Todo esse procedimento é importante, pois em caso de erro, pode ocorrer uma divergência no estoque. Por isso, um controle rígido de entrada e saída é imprescindível.

Precisão do estoque físico e fiscal

O armazém geral é responsável por todo o controle logístico e deve possuir 100% de exatidão física e fiscal de seus depositantes. Dessa forma, alguns dados são imprescindíveis na identificação do produto, tais como:

  • Descrição do produto
  • Número de série
  • Validade
  • Lote
  • Data de Fabricação
  • Data de recebimento
  • Validade do item

Portanto, toda a operação logística pode ser terceirizada com a transferência de estoque para um armazém geral. Sendo que este operador logístico está capacitado com todas as ferramentas logicas e de processos para prover o melhor resultado aos seus clientes.