Impactos da pandemia na Logística

Iniciamos 2021 com grandes incertezas. Como consequência, a logística e as cadeias de suprimento sentiram impactos significativos em suas operações.

As vendas por delivery e e-commerce se consolidaram e aceleraram de forma significativa a partir do segundo semestre de 2020, por isso várias empresas de e-commerce sentiram os impactos de aumento significativos de demanda por produtos e serviços.

De acordo com estudos realizados no mercado, estima-se que o e-commerce brasileiro obteve aproximadamente 4 milhões novos consumidores durante a pandemia. Outra pesquisa importante do mercado indica que 30% dos consumidores passaram a realizar mais compras pela internet durante o período de quarentena de 2020.

Diante de todo esse indicadores vinculados aos negócios de e-commerce, e para que as empresas não  deixem de atender a todas as entregas , a logística tem se mostrado um ponto de atenção estratégico, isso porque a logística é crucial para a manutenção das condições básicas de funcionamento de qualquer negócio.

A logística é essencial em todos os modais desde o transporte de alimentos e remédios passando a item pessoais como roupas, acessórios e tecnologia. É justamente a logística que move os produtos a todos os lugares do Brasil.

Quais são os principais impactos da pandemia na logística

Em função da pandemia manter funcionando as cadeias de suprimento e entregas é essencial, entretanto, durante um período de desaceleração da economia isso se torna um grande desafio. Soma-se a isso a redução de recursos a restrição de circulação de pessoas devido ao isolamento social, com pontos de bloqueios de estradas e restrições de voos.

O momento atual pede sensatez nas tomadas de decisões, não há margens para erros. Uma decisão errada pode afetar significativamente os negócios, mais do que o funcionamento das empresas afeta a saúde e bem-estar dos seus funcionários, e ainda pode causar um dano irreparável para a imagem das empresas.

Ser transparente diante das dificuldades e a melhor comunicação

Não há uma empresa no mundo que não esteja passando por esta situação totalmente atípica. Ou seja, em maior ou menor grau todas estão precisando reestruturar os seus processos. Diante disso, se a sua operação precisou diminuir as frotas e o time de funcionários como medidas preventivas no enfrentamento da Covid-19, comunique aos seus consumidores. Será preciso comunicar antecipadamente possíveis atrasos em seus processos de distribuição, ser transparente diante de uma situação pandêmica e a melhor ação a ser tomada para com seus clientes.

Fluxo de informações acessível

Para manter seus clientes tranquilos, é essencial deixar as compras deles sempre atualizadas quanto às informações. Prazos e previsões calculados de forma realista. São ações que tendem a diminuir a ansiedade em receber o produto e otimizam a sua comunicação com seu cliente

Melhorar a segurança e higienização do processo logístico

Um dos aspectos que tornaram a COVID-19 uma realidade é que sua disseminação é extremamente fácil e rápida. Nesse sentido, todo cuidado é pouco quando o assunto é higienização de produtos em transporte. Adotar novas rotinas no momento de armazenar, embalar e transportar os produtos é primordial, além de manter a segurança dos funcionários com máscaras e necessário e implementação de procedimentos como distanciamento e higienização de mãos e equipamentos, assim estará protegendo todos de sua equipe, além de parceiros, prestadores de serviços, e seu consumidor.

Mecanismos alternativos de entrega

Garantir a entrega de seus produtos é primordial por isso a analise quanto ao tipo de operação deverá ser realizada é crucial para seu negócio; o ideal é mesclar vários modais para ter uma melhor performance como: motoboy, empresas de transporte e até mesmo frete aéreo para garantir a satisfação do comprador.

Em função das restrições as empresas vêm se adequando a modelos híbridos de entrega para poder atender as encomendas em prazos aceitáveis criando assim um novo gerenciamento da sua cadeia logística.

Em resumo será um grande desafio a todas as empresas administrar as consequências desta pandemia por um longo período de tempo como vem se demostrando.