Com o WMS da IMPROTEC, você otimiza todas as fases de gestão do armazém e em tempo real, como: recebimento, separação, conferência e expedição.  

Uma empresa com soluções WMS e Sistemas de Gestão em armazéns logísticos e terminais de carga.

O que é WMS?

WMS e seu significado

O que é um sistema WMS?
Um sistema de gerenciamento de armazém (WMS) é um software projetado para administrar, assim como gerenciar as atividades e equipes em armazém e centros de distribuição, tudo em tempo real.

Porquê eu deveria implantar na minha empresa?

É simples, um sistema WMS facilita a sua gestão, bem como seu planejamento diário, organizando a equipe, direcionando e controlando a utilização dos recursos disponíveis, para movimentar e armazenar materiais dentro e fora de um armazém, e também ao mesmo tempo em que auxilia o seu operacional nas atividades diárias.

Usando o Sistema WMS:

As soluções de gerenciamento de armazém são principalmente ferramentas operacionais, e são usadas pelas empresas para dar suporte aos requisitos exclusivos da demanda de clientes de suas cadeias de fornecimento e canais de distribuição, portanto quando o inventário e a carga de trabalho são maiores e necessitam de informações rápidas e eficientes o sistema WMS atende exatamente este quesito.

Características específicas do sistema:

Vamos entender melhor… um sistema WMS trabalha com um banco de dados configurado para suportar operações de armazém, contendo detalhes descrevendo uma variedade de elementos de armazém padrão, incluindo:

  • Unidades individuais de manutenção de estoque (SKUs) que são manipuladas e armazenadas, por exemplo, peso, dimensões, embalagem de casos, etiquetas de identificação automáticas (códigos de barras, etc.) e inventário por local com data de fabricação, código de lote, etc. As SKUs podem incluir informações básicas materiais, peças fabricadas, montagens e produtos industriais e de consumo, etc .;
 
  • Locais de armazenamento do armazém, por exemplo, número de localização individual, sequência de seleção, tipo de uso (picking, armazenamento de reserva, etc.), tipo de armazenamento ( palete, caixa unidade), tamanho ou capacidade de localização, restrição de armazenamento (inflamável, perigoso, alto materiais de valor, exterior, etc.), etc .;
 
  • Doca, por exemplo, número individual, etc .;
 
  • Taxas de produtividade laboral esperadas por função ou atividade, por exemplo, casos escolhidos por hora-homem, por unidade movimentada, etc.

As funções diárias de gerenciamento incluem:

  1. Planejamento – diário de recebimento das docas, selecionando a carga de trabalho / ordens a serem processadas no dia ou turno, calculando uma estimativa da mão-de-obra e dos veículos necessários para escolher e envio dos pedidos para garantir que a equipe seja apropriada, também as operadoras sejam notificadas a tempo de atender aos requisitos necessários.
  2. Organização – sequenciar os pedidos a serem separados. A organização de pedidos de picking pode ser realizada de várias maneiras, atendendo às necessidades do usuário. O objetivo principal é ser intencional e não escolher as ordens na sequência em que foram recebidas dando prioridade ao tipo de embarque e veículo. O processo tem como prioridade minimizar a necessidade de espaço de embarque, agrupando os pedidos e dando vazão ao carregamento monitorando do progresso durante o dia para eliminar ou reduzir solicitações de última hora gerando horas extras ou atrasos de saída.
  3. Sistema de localização de materiais WMS
  4. Pessoal – atribuir atividades por tipo de operação, com chamada ativa operador só recebe a informação de sua atividade.
  5. Informações, a base de todo o processo garante os processos e procedimentos documentados sejam incorporados ao WMS e sejam consistentemente aplicados, utilizados e apropriados para a natureza das intenções de trabalho e serviços da empresa Esta função também pode ser usada para dividir ordens individuais em unidades de trabalho lógicas e a capacidade de atribuí-las a operadores por atividade, por exemplo, separando picking e dimensionando a carga de trabalho por atividade.
  6. Controle fornecendo marcos para o gerenciamento, como monitorar o progresso durante o dia, proporcionar oportunidade de responder aos problemas, ainda reportar os dados para análise de desempenho.

Integrações WMS:

Sistemas de gerenciamento de armazém suportam a equipe do armazém na realização dos processos necessários para lidar com todas as tarefas, como: recebimento, inspeção e aceitação, colocação, reposição interna para escolher posições, picking, embalagem, montagem de pedidos na estação de embarque , documentação e envio (carregamento em veículos transportadores). 

Um sistema de gerenciamento de armazém também ajuda na validação de cada etapa, capturando e registrando todas as movimentações de inventário e mudanças de status no arquivo de dados. 

Um sistema de gerenciamento de armazém geralmente representa a unidade central na estrutura de software de um armazém. O WMS recebe atividades do sistema ERP, administra esses em um banco de dados e, após a otimização apropriada, os fornece aos sistemas de coletores de dados e terminais. 

Se analisar processos necessários para E-Commerce, assim que um cliente faz um pedido dentro de uma loja online, a informação é transmitida através do computador host do negócio (principalmente um sistema ERP) para o WMS. Todas as etapas necessárias para gerenciar este pedido, escolher os itens encomendados etc. são processadas no WMS.

As informações são enviadas de volta para o computador host do negócio para suportar transações financeiras, notificações de embarque antecipadas aos clientes, gerenciamento de inventário, etc. Um WMS moderno se conectará a uma variedade de tecnologias de comunicação (radiofrequência), tecnologias de identificação automática (código de barras, RFID, etc.), computadores móveis e manipulação de material ocasionalmente automatizada (transportadores e sorção) e equipamentos de armazenamento (carrosséis, armazenamento automático e recuperação, etc.).