5 maneiras pelas quais robôs móveis autônomos estão transformando as operações em armazéns
4 de dezembro de 2020
O impacto do Covid-19 nas empresas de transporte e logística
15 de fevereiro de 2021

4 maneiras de medir a eficiência de seu armazém

Sua empresa pode estar gerando lucros, mas isso não significa que seu armazém seja tão eficiente quanto deveria. Uma coisa é administrar um armazém eficiente, mas administrar um armazém ineficiente e não saber o que está acontecendo, isso é uma coisa completamente diferente.

Fazer uso de inventários antiquados e ineficientes ou investir nas melhores e mais recentes ferramentas de gerenciamento de dados, para controlar a eficiência do seu armazém qual seria a melhor solução!

Elaboramos algumas das maneiras mais simples e eficazes de medir a eficiência de sua operação.

  1.  Realize auditorias operacionais regulares e extensas;
  2.  Defina seus objetivos de armazenagem;
  3.  Estabeleça KPIs para seus funcionários e operações;
  4.  Faça um gráfico do desempenho e coloque metas;

Como podemos ver os principais elementos da medição da eficiência residem na capacidade do gerente do armazém de observar uma variedade de indicadores para medir as variais que compõem a operação. Listamos o que você precisa saber colocar essas estratégias em prática.

1. Planejar auditorias operacionais regulares e extensas.

De que outra forma você pode ter certeza da posição de seu armazém em termos de estoque, segurança ou eficiência se não realizar auditorias internas regulares? Para acelerar sua auditoria de modo que coloque o maior foco na eficiência, preste mais atenção a estes pontos:

  • Capacidade e rendimento do seu armazém; não se esqueça de diferenciar entre os dados atuais e os dados ideais para os quais você gostaria de atingir.
  • Layout e fluxo do seu armazém – fique atento a quaisquer áreas problemáticas que possam estar atrapalhando seus equipamentos ou operadores em relação ao layout do armazém e de fluxo de estoque.
  • Avaliando os sistemas de armazenamento – algum de seus sistemas de armazenamento é difícil ou perigoso de acessar ou operar?
  • Adote métricas de desempenho do atendimento ao cliente – valorize sua base de clientes satisfeitos e ao mesmo tempo garanta que sua empresa está obtendo o retorno de que precisa.
  • Seus sistemas estão funcionando com o melhor de suas performasse – esteja atento a quaisquer falhas em seus sistemas que possam estar causando grandes lentidões; agendar manutenção e checkups com TI para análise mais amplas.

2. Defina os objetivos de seu armazém.

Agende reuniões com os supervisores e discuta suas metas de eficiência assim ficara claro para todos quais são os números a serem alcançados. Faça as alterações organizacionais, de pessoal e de controle de estoque necessárias para garantir que cada componente funcional em seu armazém tenha o objetivo em mente. A partir daí, estabeleça que promovam a visibilidade entre todos os departamentos para que outros, tanto internos quanto ao longo de sua cadeia de suprimentos, fiquem a par de quaisquer mudanças à medida que acontecem em tempo real.

 

 

3. Estabeleça KPIs para os tipos de operações:

Você provavelmente já definiu alguns KPIs (indicadores de desempenho) para os funcionários do armazém, mas agora que tem à mão os indicadores operacionais é hora de fazer os ajustes necessários. Em vez de se concentrar em apenas algumas áreas, amplie seus horizontes estabelecendo KPIs específicos que sejam personalizados para cada tipo de operação. Aqui estão as principais áreas que devem ser incluídas:

  • Recebimento – Volume recebido por hora, tempo de ciclo para cada recebimento (incluindo porcentagem de precisão) e custo de recebimento para cada linha.
  • Separação – Número de linhas de pedido selecionadas por hora, tempos de ciclo de coleta de pedido, métricas de qualidade e custo de separação para cada linha de pedido.
  • Conferencia – Processo de pedido por hora, tempo de ciclo por pedido, porcentagem de qualidade por pedido e custo de envio para cada pedido.

Depois de usar os dados compilados dos KPIs atualizados, mantenha seus funcionários informados sobre as mudanças a serem implementadas e certifique-se de fornecer treinamento de eficiência extras se as mudanças forem significativas.

4. Faça um gráfico do seu desempenho de cumprimento

Agora que você atualizou os KPIs dos funcionários do armazém para refletir seus objetivos de eficiência, é hora de dar uma olhada holística em seu desempenho de cumprimento. Naturalmente, muitos fatores tem que ser analisados para se poder tomar decisões. Analise toda a sua cadeia operacional e use os dados de seus WMS para analisar alguns dos pontos que podem estar reduzindo a velocidade de seu cumprimento. Uma vez que você tenha se concentrado neles, relate as métricas a sua equipe e configure medidas abrangentes de produtividade (não apenas KPIs) que dão a cada departamento uma ideia de seus objetivos gerais. No final das contas, a eficiência do armazém é menos sobre promover velocidade e mais sobre olhar para os dados concretos; você sempre será capaz de definir com rapidez e confiança os pontos mais lentos ao mapear cuidadosamente essas métricas.

Conclusão

Os pontos citados terão sua melhor performasse se forem ajustados a suas necessidades, cada operações tem sua particularidade que deverá ser avaliada em conjunto com o grupo de trabalho para se atingir o objetivo de excelência operacional, promovendo resultados financeiros e operacionais expressivos.