Construindo um Armazém mais inteligente

As percepções sobre armazéns mudaram consideravelmente nas últimas duas décadas. Os usuários vêm percebendo que a informatização é uma realidade necessária.

A computação em nuvem, o comércio eletrônico, o gerenciamento da cadeia omnichannels, estão remodelando a visão da informatização nos grandes centros de distribuição.

O armazém ainda é essencial, mas seu papel na cadeia de suprimentos vem sendo compartilhado tecnologicamente com outras áreas como transporte e distribuição.

A inovação em tecnologia e manipulação de materiais tornou-se um importante catalisador na evolução dos armazéns mais inteligentes.

O armazém inteligente possui três características críticas:

Visibilidade, Mobilidade e Flexibilidade. A tecnologia em última instância, é o meio para se atingir estes objetivos.

O armazenamento não é mais uma operação trivial, os operadores precisam adotar a tecnologia e compreendê-la.

Levando em conta as características críticas, alguns fatores devem ser considerados, quando falamos sobre armazéns inteligentes:

O primeiro é a visibilidade da operação, o que inclui a capacidade dos usuários para obter informações que precisam de maneira acessível e intuitiva e rápida.

O segundo fator a ser considerado é que não se trata apenas de acesso a dados, a premissa de um armazém inteligente, é uma informação acessível em tempo real. Os sistemas tradicionais normalmente trazem bons dados para a tela dashboard, mas a visibilidade em tempo real depende da acessibilidade, o que aumenta a importância das soluções móveis.

Não há escassez de dispositivos de rádio frequência robustos como coletores de dados, smartphones, tablets e RFID, bem como os softwares e aplicativos para suportar um fluxo de trabalho e mão-de-obra mais dinâmico e itinerante.

Os usuários também precisam ser capacitados para atuar na consulta de dados em tempo real. Isso não quer dizer que eles vão ficar necessariamente dependentes dos dados vindo de plataformas distintas, mas sim, de sistemas falando uns com os outros com integrações robustas.

A rapidez nesta adaptação é um desafio para as empresas, na medida em que tentam adaptar os sistemas existentes de infraestrutura e tecnologia para as novas demandas, quer seja identificando necessidades de automação ou escolhendo o sistema de gerenciamento de depósito WMS mais aderentes as necessidades atuais com projeções futuras.

O WMS em servidores locais estão sendo gradualmente substituído por soluções baseadas na nuvem, embora a um ritmo mais lento do que outras tecnologias de logística devido a preocupações com a segurança. À medida que a automação continua a se expandir, os sistemas de controle como (WCS warehouse control systems) que unificam a comunicação entre o WMS e os sistemas como TMS e ERP também estão se tornando mais populares e aderentes a estas novas necessidades.

O WCS é responsável por manter todas as plataformas integradas, maximizando a eficiência dos subsistemas de manuseio de materiais, e muitas vezes, as atividades dos próprios funcionários do armazém.  O WCS fornece uma interface uniforme para uma ampla gama de equipamentos de manuseio de materiais, como carrosséis, sistemas de transporte (trans elevador), sistemas de classificação (sorter) e robôs paletizadores.

Não se trata apenas de procurar dados em tempo real, as empresas também podem capturar informações e aplica-las em cenários simulados procurando oportunidades para otimizar ou evitar os problemas antes de surgirem. Esse nível de visibilidade antecipa a tomada de decisão para novos cenários não previstos.

As inovações futuras provavelmente substituirão muitas tarefas mudando os processos existentes no armazém. As instalações serão mais inteligentes, à medida que o fenômeno da Internet das coisas se dissemina, os sistemas se comunicarão intuitivamente se integrando, criando ainda mais sinergias entre máquina e ser humano.

Conclusão

Os operadores logísticos devem sempre se antecipar as novas tecnologias com o objetivo de melhorar os serviços físicos e também o de informações, com o intuito de antever as novas demandas do mercado.

A Improtec Sistemas possui ferramentas de ponta para a automação de suas operações, criando condições para um armazém mais inteligente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.